Música Para Acalmar Bebê Com Cólica: Você vai se arrepender de não ter conhecido antes!

A música para acalmar bebê com cólica é utilizada como terapia pelas mamães e terapeutas, dente outras músicas suaves. Isso acontece porque a música tem se mostrado uma das mais importantes aliadas nessa hora difícil que é ver um bebezinho chorando de dor, além de ajudar no desenvolvimento psicoafetivo da criança.

Como você deve ter chegado aqui para ouvir a música, sem enrolação! Aqui está para você ouvir enquanto acompanha a leitura:

Segundo os estudiosos do assunto, a música funciona como uma ponte que une mãe e filho, fortalecendo a relação entre ambos e a saúde do bebê. Quando usada terapeuticamente, a música apropriada ajuda a aliviar a cólica, levando o bebê a se acalmar e parar de chorar.

 

Se você está passando por esse problema com seu bebê, vem comigo para entender melhor como usar a música para acalmar bebê com cólica.

 

Cante e encante seu bebê com música para acalmar bebê com cólica

 

Não há nada que um bebê aprecie mais do que a voz da mãe ou uma música para acalmar bebê com cólica, composta apenas por notas musicais e ruídos provenientes da natureza.

 

E se você não sabe por onde começar, comece pelas canções de ninar, que são infalíveis para aproximar ainda mais o bebê da mãe, e também deixá-lo mais calmo. O Canal MeditarSons-Músicas Relaxantes, tem uma variedade imensa de músicas para bebês, que podem ser utilizadas em diversos momentos para acalmar o pequerrucho. 

 

Comece clicando AQUI para apreciar uma música para acalmar bebê com cólica. Depois, vá intercalando do com o repertório das músicas populares, ou mesmo clássicas, que mais aprecia. Desde que sejam calmas e suaves, por certo agradarão o seu bebê e fortalecerão a união entre mãe e filho.

 

5 dicas para as mães que querem cantar para seus  bebês:

 

1 – Cante cantigas antigas – Cantigas tiveram início em épocas remotas, para aliviar dores de escravos ou pessoas subjugadas pelo racismo. Suas notas musicais, independente do teor da letra musical, acalmam as pessoas.

 

2 – Cante sem receios – Não se sinta inibida ao cantar músicas com letras quer você acha que poderiam assustar as crianças, como Boi da Cara Preta ou Dorme Neném (que a cuca vem pegar). Elas não entendem o significado das palavras, mas essas músicas e outras cantigas antigas possuem uma harmonia tão grande que acabam por acalmá-las. 

 

3 – Se não souber, adapte – Se você não se lembrar de nenhuma canção de ninar, não de preocupe demais com isso. É só escolher uma música suave que aprecie e cantá-la como música de ninar, que funciona da mesma forma. Você pode também deixar a música mais lenta e adaptar uma letra meiga para bebê. Afinal, ninguém tem mais capacidade para inovar do que uma mãe!

 

4 – Acalme-se junto com o bebê  – Uma música que acalma o bebê, acaba por acalmar também a mãe ou o pai que o embala. E isso é importante para que a criança se sinta mais segura, tenha suas dores ou agitação amenizadas dentro de si. 

 

5 – Você é responsável pela cultura da criança – O ambiente cultural é tão importante para a criança quanto o ambiente físico e emocional. Cantigas de ninar ou músicas de boa qualidade, desde que suaves, são o pontapé inicial para o universo cultural do bebê. Além de confortá-lo para sono, acalmar sentimentos tumultuados e angústias do adulto e do bebê, que assim inicia o seu primeiro repertório musical.

 

Músicas para bebês são usadas em UTIs neonatais

 

Diante da estatística de que quase 1% das crianças nascem prematuramente na maioria dos países industrializados, a Suíça foi um dos primeiros países a iniciar um estudo em uma unidade de terapia neonatal, nas quais implantou músicas especialmente feitas para bebês. A finalidade foi oferecer aos bebês estímulos agradáveis, com músicas que os ajudasse a despertar, a adormecer e também interagisse com o bebê durante o sono.  

 

Segundo a revista Crescer, portadora da notícia, todos os três grupos de crianças nascidas em estado prematuro, abrangidas pelo estudo, foram submetidos a ressonância magnética, sendo que dois deles ganharam música. Os que ganham música apresentaram conectividade funcional mais rica entre as áreas do cérebro, do que os bebês do primeiro grupo. 

 

Notável: as músicas utilizadas na pesquisa são de autoria do compositor Andreas Vollenwider,, que já desenvolveu projetos musicais com populações frágeis, com grande sucesso.

 

Conclusão:

A ideia deste post foi mostrar a você o quanto uma música é importante para o bebê, seja em momentos de dor, de agitação, ou simplesmente para ajudá-lo no desenvolvimento de seu cérebro. 

 

Por isso, aproveite a oportunidade e quando seu bebê estiver chorando, ofereça a ele uma música para acalmar bebê com cólica, como a que pode apreciar acima. 

 

E aproveite também para compartilhar este post com as mães de bebês que você conhece!

Compartilhe

Em destaque

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Precisamos das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre produtos e serviços.