Yoga: O Que Você Precisa Saber

Yoga é uma técnica desenvolvida na Índia há mais de dois mil anos para, que tem como objetivo o ser viver em harmonia consigo mesmo. Yoga descreve o estado de mente clara, um corpo forte e o caminho para esse estado. Yoga é uma filosofia prática de vida que permite viver de forma mais consciente e saudável, que vai tão fundo quanto você deseja.

Yoga é uma técnica desenvolvida na Índia há mais de dois mil anos para, que tem como objetivo o ser viver em harmonia consigo mesmo. Yoga descreve o estado de mente clara, um corpo forte e o caminho para esse estado. Yoga é uma filosofia prática de vida que permite viver de forma mais consciente e saudável, que vai tão fundo quanto você deseja.

yoga

A palavra “yoga” vem do antigo idioma indiano sânscrito e significa literalmente: arreio ou jugo. A raiz “yui” pode ser encontrada na palavra alemã “yoke”. É melhor imaginar um arnês que une corpo e mente. O fato é que há milhares de anos as pessoas ansiavam por unir os opostos. Não é diferente do que fazemos hoje.

O que não é yoga: ginástica asiática, acrobacia circense nem método para construir músculos gigantes. E yoga também não é religião.

Como funciona a yoga?

A yoga fortalece a coordenação, flexibilidade, força e resistência, ativa o metabolismo, previne doenças do sistema cardiovascular e apoia o sistema músculo-esquelético. 

Assim como muitas pessoas têm problemas com os músculos das costas, digestão e sono como resultado de um estilo de vida moderno, e a yoga tem um efeito direto no metabolismo, no sistema nervoso, nos músculos e nas articulações, e ela também ameniza a mente e os pensamentos, em contra ponto a histeria do século 21. 

A atenção plena e a coordenação da respiração e do movimento incentivam a autoconsciência e criam o primeiro pré-requisito para mudar os padrões de comportamento – a vontade.

Além da prevenção da saúde e do controle do estresse, a yoga tem um efeito fundamental na psique do indivíduo e da sociedade. A maioria de nós sente que perdeu o contato com nós mesmos e com nosso ambiente e percebe essa condição como um déficit.

Yoga descreve a sensação de criar raízes e chegar a um acordo consigo mesmo e ao seu redor, pelo menos durante a prática, o que não é um mau começo. O efeito depende, claro, da dose, da duração do exercício, da disciplina, mas também da intenção. Em geral, é melhor praticar menos, porém com uma atenção total plena!

Yoga para a mente e o corpo

A yoga tem um efeito integrador, ou seja, enquanto praticamos a mobilidade do nosso corpo, modelando músculos, perdendo o excesso de peso, construindo força e energia, nossa mente também experimenta um impulso de reconhecer e se livrar dos pensamentos e hábitos negativos. Os exercícios respiratórios ( pranayama ) e a meditação também são partes integrantes de uma prática holística de yoga.

Aqueles que desejam apenas realizar proezas físicas não desfrutarão do poder integrativo da yoga. Isso consiste em experimentar-se como parte de um todo. Essa interação de efeitos físicos e mentais é a essência do que podemos experimentar na yoga: o corpo é a porta de entrada para a consciência. Yoga tem um efeito único no corpo, mente e alma, integrando os aspectos físicos, psicológicos e espirituais do ser humano como nada mais. 

A maioria dos sistemas de exercícios populares no Ocidente se concentra na prática física. Mas a yoga só pode desenvolver seu efeito completo por meio de sua incorporação espiritual. Caso contrário – e não há nada de errado com isso – é apenas esporte.

Espiritualidade significa nada mais do que estabelecer uma conexão com algo que é maior do que você. Para tornar essa conexão fisicamente tangível, é possível usar o corpo como um acampamento base para viagens em sua própria consciência e encontrar paz lá – esta é a qualidade única da yoga.

Finalmente: yoga deve ser divertido e bom para você. O veloz slogan “sem dor, sem ganho”, que também reinou na yoga por um tempo, está desatualizado.

Quem pode fazer ioga?

“Qualquer pessoa que respire pode praticar yoga.” A lendária citação do famoso professor de yoga Krichnamacharya descreve por que yoga não é esporte nem religião. Não importa quantos anos você tem, quão imóvel ou acima do peso: enquanto você puder respirar, a yoga estará disponível como um caminho para o silêncio, liberdade na mente, melhora nas articulações e satisfação física geral.

Portanto, independentemente das selfies de yoga que os jovens yogues compartilham nas contas do Instagram, a yoga é disponível para todos. Pessoas que têm restrições de saúde como hipertensão, hérnia de disco, ciática, entre outros, devem consultar um médico antes da prática para saber se é possível a prática ou não.

Yoga é muito adaptável: a yoga tem muito a oferecer, mesmo para pessoas que estão em cadeiras de rodas, que sofrem de síndrome de Parkinson, esclerose múltipla ou doenças semelhantes. 

Onde posso praticar yoga?

Você pode praticar yoga em qualquer lugar que possa respirar. O ideal é que haja uma superfície plana em um piso de madeira flexível. É recomendado que você tenha um tapete pronto, além de algumas ferramentas, como um cobertor ou um bloco. É melhor ficar em um ambiente calmo, e não muito frio.

Mas você também pode praticar yoga sem nada, na zona de pedestres da avenida Paulista, na classe econômica do avião, no escritório ao lado da máquina de café. Contanto que você se concentre e fique consigo mesmo e com seus exercícios, o mundo exterior não deve importar.

Principalmente para o início, porém, ajuda a demarcar um espaço protegido para a prática que você gosta de entrar e na qual se sente confortável, seja em casa ou em um estúdio de yoga. Além da disciplina, a yoga também ensina humildade: conviver com o que existe. Na prática, como eu disse, não importa onde você desenrola o tapete, apenas que você o faça.

Quais são os diferentes estilos de yoga?

Desde que a yoga existe, tem havido uma grande variedade de métodos e tradições nos quais os yogues podem praticar. Quer sejam poderosos / desafiadores, suados / fluentes, gentis e meditativos, analíticos / terapêuticos ou extáticos / selvagens – todos os estilos existem pacificamente lado a lado e cabe ao indivíduo escolher o que melhor se adapta.

Os principais estilos incluem:

  • Ashtanga Yoga
  • Anusara Yoga
  • Iyengar Yoga
  • Jivamukti Yoga
  • Spirit Yoga
  • Kundalini Yoga
  • Yin Yoga

Qual estilo de yoga é o certo para mim?

Faz parte da yoga descobrir qual método se adapta melhor a você. Nenhum estilo de prática é melhor que o outro, mas a verdade é que um estilo é mais adequado ao indivíduo do que o outro e vale a pena encontrar o estilo certo.

Visto que o yoga se entende como a “ciência do próprio homem”, a evidência é sempre a própria pessoa, ou seja: a experiência conta. Em outras palavras: experimentar é mais importante do que estudar. Para descobrir qual método funciona, você não deve praticar este método apenas uma vez e em sua melhor forma, mas várias vezes e também quando estiver cansado, exausto ou deprimido.

Além disso, a primeira prática nem sempre leva a sensação de plenitude. Qualquer pessoa que tenha um temperamento animado e se sente bem ao suar pode não encontrar nos estilos mais calmos um ponto de encontro consigo mesmo. 

Por outro lado, aqueles que tendem a procurar um estilo mais calmo provavelmente não estarão em melhor situação com um estilo mais selvagem como o Kundalini Yoga.

Como faço para encontrar o professor de yoga certo?

Tal como acontece com o método, a única maneira de encontrar o professor certo é por meio de repetidas tentativas. O professor certo é aquele que o ajuda a permanecer no caminho da yoga. Aquele que inspira sem se colocar em primeiro plano. Um encoraja a prática sem ser muito autoritário. Um professor que procura incentivar a autonomia e a responsabilidade. Quem abra os olhos para a beleza do yoga e da vida.

Não importa o quão famoso ou flexível o professor seja, se ele se autodenomina um guru, quantos seguidores ele tem e quantas escolas de yoga têm o seu nome. A relação professor-aluno deve ser uma que ajude o aluno a se manter sobre os próprios pés (ou sobre um …).

Como uma aula de yoga é estruturada?

Yoga é movimento. Para fazer o ciclo continuar, para liberar a tensão, para quebrar bloqueios, tanto física quanto mentalmente, temos que nos mover. Só assim podemos mudar o status quo.

Não existem regras gerais obrigatórias para a criação de uma aula de yoga, mas existem alguns princípios que se aplicam à maioria dos métodos. As partes clássicas que constituem uma prática de yoga completa incluem:

  • Meditação: meditação respiratória ou simplesmente ficar sentado em silêncio
  • Pranayama (exercícios respiratórios): exercícios para incentivar e regular o fluxo de energia (Prana)
  • Asana (praticar posturas): exercícios que mobilizam a coluna, fortalecem os músculos e o tecido conjuntivo e estimulam o metabolismo, ou seja, dobrar-se para a frente, dobrar-se para trás, torcer e inverter as posturas
  • Mantra (Om): O início e o fim da prática geralmente são celebrados em silêncio ou cantando o mantra “Om”.
  • Savasana (relaxamento profundo): Até dez minutos de repouso profundo ao final da prática para que o corpo e a mente possam absorver os esforços.

Posso perder peso com yoga?

Talvez a yoga seja a melhor maneira de perder peso porque funciona de maneira a mudar também outros pontos da vida. Visto que yoga é uma filosofia de vida, não se trata de contar calorias, mas sim de se perguntar: Como eu quero viver? E o que eu preciso para isso? Comer algo para amenizar a ansiedade ou você prefere uma pequena pausa para ioga?

Mesmo que a yoga seja tradicionalmente associada ao ascetismo e à renúncia, na verdade, yoga significa viver em equilíbrio consigo mesmo. A obesidade é, portanto, fruto de ações que buscam a satisfação rápida e excessiva das necessidades. 

Quem se exercita regularmente não se torna um observador de peso, mas um observador de seus hábitos e, portanto, seduzido por si mesmo a eliminar os maus hábitos.

Yoga não é ter uma boa aparência, é se sentir bem. Existem muitos motivos para começar a praticar ioga, e nenhum é melhor ou pior do que o outro. Aqueles que começam a ioga para perder peso, na verdade perderão peso com a prática regular, simplesmente porque aqueles que estão satisfeitos consigo mesmos não precisam da comida como substituto da satisfação. 

Muitos métodos indutores de suor também convertem a gordura em músculos e convertem o corpo, até então talvez um corpo fraco e pouco utilizado, naquele corpo de yoga famoso e elegante em que se gostaria de viver.

A atratividade associada não se deve apenas aos novos músculos, mas sobretudo à autoconfiança adquirida e a uma nova serenidade.

O que devo vestir para fazer yoga?

Ao contrário do que você possa pensar, calças largas são contraproducentes na yoga porque escondem o corpo e atrapalham muitos asanas. Por outro lado, leggings e tops confortáveis feitos de materiais orgânicos, que garantem liberdade de movimentos e não impedem o alinhamento anatômico do corpo, são adequados. 

Yoga é uma religião?

Yoga não é uma religião, mas uma filosofia prática de vida. Sem formular crenças, a yoga fornece a estrutura para o crescimento pessoal. Para ficar com uma imagem positiva e consciente, no qual o corpo e a mente são atrelados sob um jugo (= ioga): o Yoga tem os recursos e as instruções necessárias para mudar. 

A yoga tem muitos efeitos positivos na mente e no corpo e ajuda no relaxamento. Mas, para muitas pessoas, aprender é difícil e as posturas individuais de yoga podem parecer complicadas. Mas no começo da prática regular, com certeza, ela se tornará parte da sua vida. 

Conte com a MeditarSons para escutar uma boa música para sua prática de Yoga!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram