Como Escolher Roupas Para Os Bebês

COMO ESCOLHER ROUPAS PARA OS BEBÊS

Toda mamãe ama planejar os detalhes para a chegada do novo membro da família. Analisar as melhores opções de roupas, as variedades e os melhores produtos.

A cada fase da vida de um recém-nascido as necessidades são diferentes e é preciso saber escolher quais roupas você deve incluir em seu enxoval.

 

Para te auxiliar nessa tarefa árdua, pois as opções e variedades são tentadoras, compilamos algumas dicas:

 

1 – Estações do ano

Você precisa saber em que estação do ano o seu bebê vai nascer. Se for numa época quente, compre roupas mais leves e se for no frio, roupas mais quentinhas.

2 – Tamanho RN

AS roupinhas tamanho de recém-nascido serão pouco usadas, pois os bebês crescem rapidamente.

Compre no máximo seis peças de cada.

Macacões, macaquinhos, meias, bodies e dois ou três casaquinhos.    

  1. Crescimento do bebê

Se você pensar que em apenas 1 ano o seu bebê pode triplicar de tamanho e peso, você terá que trocar o guarda-roupas dele a cada três ou quatro meses.

Por isso, compre roupinhas mais versáteis tais como: conjuntos que tenham duas peças, vestidos, calças sem pé e que podem compor looks variados.

O crescimento mais acelerado será entre os três e seis meses. Dos nove meses até o primeiro ano esse crescimento ocorre mais devagar e as roupinhas duram mais tempo.

Como cada bebê é único, não confie nas etiquetas das roupas. Leve sempre o seu bebê na hora da compra para não errar o tamanho.

Compre peças básicas e adquira outros itens conforme as necessidades. 

  1. Peça diretamente aos amigos e familiares

É normal que o seu bebê ganhe muitas roupinhas de familiares e amigos. Então, para as pessoas mais próximas diga qual peça e o tamanho você quer. Isso evita acumular a mesma peça de roupa e ficar sem outra peça que necessita mais.

  1. Trocas de roupas 

Ao mesmo tempo em que você não precisa exagerar ao fazer um enxoval, você deve se lembrar que durante o dia você vai trocar várias vezes as roupinhas do seu bebê. Complicado isso, né?

O ideal é que você tenha em mente a rotina da sua casa. Se você tem condições de fazer várias lavagens diárias, você pode ter um enxoval mais compacto. Se não puder lavar diariamente, compre mais peças para o enxoval.

  1. Ocasiões especiais

Nenhuma mamãe resiste a uma roupinha mais estilosa, certo? E encontramos uma mais linda que a outra, facilmente, em lojas e na internet.

Para o dia a dia as roupas básicas são mais que suficientes, mas para ocasiões especiais é preciso ter algumas peças mais cheias de estilo. 

Duas ou três peças especiais para cada fase é suficiente, mas use-as, caso contrário ficarão esquecidas no fundo do armário.    

  1. Roupas de bebês mais duráveis

Para as meninas: vestidinhos de tecidos maleáveis e com elástico na cintura para acompanhar o crescimento;

Para os meninos: camisas de botão podem continuar sendo usadas abertas com camiseta por baixo. 

As saias e calças, bermudas e shorts terão melhor aproveitamento se tiverem elástico na cintura.

  1. Cores 

Se você optou por não saber o sexo do bebê escolha as cores mais neutras: amarelas, verdes e brancas. Se você já sabe qual o sexo, o melhor é misturar as cores para não enjoar.

Roupas mais claras absorvem mais calor que as roupas de cores mais escuras. Isso pode deixar o seu bebê desconfortável e irritado.

  1. Variações de temperatura

Qualquer mudança na temperatura ambiente é sentida pelos bebês, isso porque eles são mais sensíveis. Principalmente nos primeiros três meses quando a pele dos bebês é menos resistente e mais fina. 

Então, se tiver um dia de calor e vocês ficarem em casa, escolha uma roupa mais leve. 

Outra dica importante é manter os pés sempre agasalhados, se os pés ficarem frios com as meias, é hora de você colocar uma roupa mais quente no bebê.

Sempre que sair para passear tenha na mala: roupas de frio, roupas leves, meias e um cobertor ou manta mais grossa.

  1. Irritações de pele

Evite golas apertadas, enfeites, apliques, zíperes, ganchinho e qualquer outro detalhe que possa causar alergia na pele do bebê. Olhe as roupinhas pelo lado de dentro, pois ter etiquetas, costuras malfeitas, dentre outras coisas.

  1. Escolha de tecidos 

Dê preferência para os tecidos 100% algodão ao invés de tecidos sintéticos, estes não deixam a pele transpirar.

Cuidado com lãs e veludos, eles soltam pequenos fiapos e podem causar alergia. Procure por lãs antialérgicas. Evite o linho e o jeans que, apesar de serem algodão são ásperos e podem arranhar a pele do bebê.

 

  1. Segurança e qualidade

Como avaliar a segurança e a qualidade das roupinhas do seu bebê:

  • Os acabamentos das roupas estão perfeitos?
  • O tecido permite meu bebê a ter liberdade de movimentos?
  • A roupa é antialérgica?
  • O tecido aguenta várias lavagens?
  • Os enfeites das roupinhas são seguros?
  • Os detalhes (botões, zíperes e fechos) funcionam perfeitamente?

Existe algum cordão ou pedaço da roupa que possa se enroscar em meu bebê?

Responda a essas questões e você saberá quando uma roupa tiver qualidade e segurança para o seu bebê vestir.

  1. Praticidade

Não basta apenas a roupa ter qualidade e segurança para o bebê, além disso ela precisa facilitar a vida da mamãe.

Roupinhas que necessitam uma verdadeira ginastica para vestir ou para tirar vai te dar dor de cabeça em algum momento.

  1. Menos sapatos e mais meias

Não é legal deixar os pezinhos do bebê descobertos, mas mantê-los dentro de um sapatinho é mais difícil do que parece. 

Invista em meias que parecem sapatinhos, tem vários modelos, uns mais lindos que outros.

Compartilhe

Em destaque

Quer receber mais conteúdos como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email.

Precisamos das informações de contato que você nos fornece para comunicar informações sobre produtos e serviços.